Blog Casa Assombra

Apenas 1 e-mail mensal com notícias sobrenaturais.

Não enviamos spam. Apenas 1 e-mail por mês.

Paralisia do Sono?

Paralisia do Sono?

Prazer, sou o irmão mais velho. Quando surgiu a ideia do blog Casa Assombrada eu adorei poder contar as experiências que vivemos. Porém desde a decisão de tocar o projeto até conseguir escrever agora o primeiro post foi uma verdadeira guerra psicológica.

Recordar é viver não é mesmo? Pois então o que vivemos naquela casa foram situações que me causa medo até hoje.

Nos primeiros dias que registramos o domínio e contratamos a hospedagem para o site o sono já não era mais o mesmo. Mas aos poucos estou me acostumando com as lembranças e deixando os momentos de medo somente para o momento em que escrevo estes.

A Minha Noite

Naquele tempo trabalhava em 2 empregos, tipo Julius pai do Chris rsrs. Era um tempo difícil financeiramente mais do que o de costume. Um trabalho das 7 às 18 horas e outro das 21 às 5 horas.

Uma rotina extremamente cansativa e quando tinha folga tentava descansar e dormir ao máximo.

Pois bem, uma das minhas folgas do trabalho noturno uma quarta feira eu estava me sentindo mais cansado do que o normal  por volta das 20 horas já fui para meu quarto para dormir, em questão de minutos eu apaguei como era de costume.

Acordei logo não sei ao bem que horas eram mas não era tarde já que vi meu irmão mais novo que dividia o quarto comigo entrará e as luzes atrás dele do corredor e banheiro ainda estavam acesas.

Eu estranhamente escutava um barulho bem alto de estática, acho que não era alto o som, era envolvente. São sensações difíceis de explicar.

Meu irmão pegou algo no seu guarda roupas e logo saiu do quarto e fechou a porta, o quarto então escureceu naturalmente sem as luzes do corredor, eu ainda ouvindo aquele som estranho tentei levantar da minha cama porém me dei conta que não conseguia mexer um dedo sequer.

Alguns segundos depois percebi uma figura completamente negra entre minha cama e a cama do meu irmão, era uma figura humanoide, não dava pra identificar exatamente. Parecia um Homem alto, bem alto a impressão que dava é que me encarava. Nesse momento eu tentava levantar gritar ou me movimentar com toda força que eu tinha me minha alma mas era tudo em vão. Foram instantes de muita agonia e medo. Logo meu irmão retornou para quarto e como se dissolvesse na luz que entrará no quarto aquela figura negra sumiu na minha frente, o barulho foi diminuindo e mais do que rápido levantei da cama muito assustado e confuso.

Mais do que depressa tirei o colchão da minha cama e arrastei para o quarto da minha mãe, uma cena até engraçada um homem jovem mas já barbado indo dormir no quarto de sua mãe com medo.

Sem dar explicações para minha mãe que me perguntava o que eu fazia lá apenas respondi que gostaria de dormir ali aquela noite, coloquei meu colchão no chão e adormeci.

Explicações Sobre a Paralisia do Sono

No dia seguinte não falei para ninguém sobre o que aconteceu na noite anterior afinal eu mesmo achava que era tudo criação de minha imaginação.

Pois bem fiz o que todos fazem quando não consegue entender algo se calam e pesquisam na internet.

Paralisia do sono não é novidade, existem milhares de relatos no mundo e todos os especialistas dizem que é um fenômeno que ocorre entre o estado de sono e despertar.

Uma falta de sincronia entre o cérebro e o corpo?

Um argumento um tanto quanto estranho não é mesmo mas enfim é muito mais fácil acreditar em uma explicação científica e racional do que achar que existem mais entre o céu e a terra do que julga a nossa vã filosofia.

Segundo estudos a paralisia do sono é mais comum em pessoas jovens de 20 a 30 anos, a faixa de idade que eu tinha.

Para as pessoas que passam por essa experiência a paralisia do sono ocorre 1 ou 2 vezes durante toda a vida segundo estudos científicos.

Uma outra característica são as alucinações causadas pelo pavor de não conseguir se mexer.

Então estava tudo explicado, pena que essas explicações duraram apenas até a próxima noite….Continua

E você já teve paralisia do sono ou alguma outra experiência que te faz arrepiar só de lembrar?

Compartilhe sua experiência, crítica ou dica nos comentários.

 

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares